ULTRASSOM DE BEXIGA – QUANDO PEDIR?

Imagem: Bexiga. Dra. Cibele Carvalho.

A bexiga está localizada no abdome caudal e é dividida em 3 regiões: o trígono, a porção média e o polo cranial. Pode variar de tamanho e de posição de acordo com seu grau de distensão. Quando distendida adequadamente é mais bem visibilizada e se torna janela acústica para estruturas adjacentes como cólon, útero, próstata e linfonodos ilíacos.

A parede da bexiga deve ser lisa e sua espessura varia de acordo com seu grau de distensão. O lúmem vesical deve ser anecogênico homogêneo podendo apresentar discretas partículas ecodensas flutuantes em felinos.

Nas fêmeas a bexiga localiza-se dorsalmente à cérvix e ao corpo uterino. Nos machos, localiza-se ventral ao cólon descendente, caudal ao intestino delgado e cranial à prostata.

As principais indicações na avaliação da bexiga:

  • Infecção do trato urinário inferior;
  • Suspeita de cálculos e coágulos;
  • Alterações na micção (disúria/polaquiúria)
  • Hematúria;
  • Alterações na urinálise;
  • Avaliação pós trauma;
  • Divertículos urinários;
  • Persistência de úraco;
  • Ureterocele;
  • Ureter ectópico;
  • Formações palpáveis no abdome caudal;
  • Avaliação de hérnias inguinais e perineais;
  • Monitorar tratamentos;
  • Suspeita de neoplasia;
  • Auxiliar na realização de cistocentese e lavados vesicais;
  • Suspeita de corpos estranhos.

 

Para saber os valores de referência da bexiga e de outros órgãos, conheça o E-BOOK VALORES DE REFERÊNCIA US ABDOMINAL do NAUS. Para aprender sobre os 5 grandes órgãos da ultrassonografia abdominal, conheça o curso presencial BIG FIVE.

× Como posso te ajudar?